Sexteto Ritme Celler “Ritme Negre” Priorato 2014
Priorato, Espanha
Sexteto Ritme Celler “Ritme Negre” Priorato 2014
Por um dos jovens mestres de Priorato, este um denso e complexo tinto, cheio de chocolate, carvalho novo e cassis

91

rp

90

gp

Produto indisponível
Sobre o produto
Teor
alcoólico
14,0%
Descanso
90 min.
Temperatura
18°

Tivemos o prazer de conhecer os grandes vinhos do Albert Jane durante várias viagens à Espanha. É um dos jovens mestres do Priorato, hoje considerado a região da Espanha mais valorizada pelos críticos internacionais.

Este vinho é o principal da casa, feito com Cariñena e Garnacha (as mais novas tem 35 anos, e as mais velhas ultrapassam os 80 anos!), em solo de granito e xisto. Amadurece por 10 meses em barricas de carvalho.

Ao colocar o vinho na taça ficamos encantados com sua coloração negra. Os aromas hipnóticos de fruta silvestre madura traz consigo notas de tabaco terroso com pimenta seca, couro e mineralidade.

Em boca pode esperar frutas vermelhas e negras de altissima qualidade, taninos de chocolate amargo, cassis esmagados, cedro, resina de carvalho novo.

Estupendo, profundo. Pouca surpresa que recebeu 91 Pontos pelo Parker e 90 pelo José Peñin.

“Um blend de Cariñena com 30% Grenache, de uvas selecionadas de vinhedos em Pobleda, Porrera, El Lloar, Bellmunt e Cornudella, o vinho se mostra leve para um Priorato, com um cor ruby escuro e um nariz limpo e bem atraente, de “berries” silvestres e especiairas. Vibrante e sedoso em boca, com excelente profundidade e persistênica. Um excelente Priorato!” - Robert Parker, Wine Advocate, 91 Pontos

História

O Priorato (em catalão Priorat), fica no topo de uma colina de ardósia, que os séculos e os homens esculpiram e a tornaram fértil. Os primeiros a desbravar esse território foram os monges capuchinhos que chegaram em Terragona, por volta do ano 1200. Esses monges vieram da Provence, e consigo trouxeram a Grenache, que em catalão passou a ser Garnatxa, uma uva tinta, generosa e de boa adaptabilidade.

Ao passarem as décadas, os monges enólogos constataram que esse cume de ardósia e pedra dava excelentes resultados em vinhas que não eram irrigadas, e que, apesar dos baixíssimos rendimentos (é possível encontrar vinhas com apenas 1 cacho de uvas!), o vinho resultante era muito superior da qualidade média da Catalunha.

Passados 800 anos, encontramos Albert Jané, enólogo e proprietário da Acústic Celler e Ritme Celler que fez com dos seus vinhos uma sensação em Priorato e em Montsant. Inspirador, meticuloso, trabalha as vinhas para que atinjam padrões elevados de excelência.

D9lwzdolcakifeyv7lpu
Curador(a)
Manuel Luz
Produtos relacionados