Quinta do Ameal Loureiro 2015 (Orgânico)
Vinho Verde, Portugal
Quinta do Ameal Loureiro 2015 (Orgânico)
Exemplar incrível do melhor vinho branco de Portugal, mineral, estupendo, 94 Pontos Parker
Best seller badge Organico

94

rp

de R$ 180,00
Shipping Frete
grátis*
Checkout
seguro
Digicert Norton
Sobre o produto
Teor
alcoólico
11,0%
Descanso
30 min.
Tempo
de barrica
4 meses
Temperatura
10°
Uva/Corte
Loureiro

A Quinta do Ameal, de Pedro Araújo, é uma propriedade pequena, com menos de 15 hectares, organicamente operada e localizada às margens do rio Lima. As encostas íngremes que se projetam perto da margem do rio potencializam incrivelmente a qualidade das uvas.

O que é particularmente notável sobre os vinhos da Quinta do Ameal é a capacidade de envelhecer, e a graça plena que os rótulos possuem quando jovens.

Nós da equipe de provadores da Sonoma degustamos o Quinta do Ameal Loureiro 2015 e ficamos impressionados. A cor é tímida, clarinha, e a graduação alcoólica de 11% parece não causar surpresa. Mas, ao girar a taça uma ou duas vezes, as coisas mudam…

Os aromas minerais mesclados com cítrico (kinkan, toranja, lima) vem à tona com chá do ceilão e hortelã fresca. O sabor arrebata com acidez fresquíssima que não incomoda e que amplia o paladar. Os sabores cítricos se intensificam com mineralidade de giz, carvão vegetal, calcário e pontinhos de petrolato com cera de mel. Estupendo!!

Pela relação qualidade x valor, este Loureiro é um dos melhores brancos de Portugal que já oferecemos.

Delicioso para harmonizar com camarões grelhados com pupunha, tacos com guacamole, ceviche ou seleção de salsichas alemãs grelhadas.

Para a Wine Enthusiast, "o Quinta do Ameal Loureiro 2015 é um excepcional Vinho Verde".

Robert Parker, ao dar 94 Pontos, proferiu "este 2015 é incrivelmente maravilhoso, gloriosamente fresco e vivo, extraordinariamente poderoso".

História

A Quinta do Ameal é uma pequena e antiga propriedade que existe desde 1710, localizada no Vale do Lima, na região do Vinho verde, em Portugal. No ano de 1990, Pedro Araújo Ramos adquiriu a Quinta do Ameal e mantém intacta a propriedade histórica. Pedro Araújo tem vinho no DNA, pois é bisneto de Adriano Ramos Pinto, o grande nome do Vinho do Porto.

Desde 2005 os vinhos Ameal são feitos com uvas orgânicas. Não utilizam herbicidas, pesticidas sintéticos nem fertilizantes químicos. É dada especial atenção às intervenções no solo, e mais importante que isso é a atitude pró-ativa de gestão na compreensão do ecossistema e o esforço para obter um equilíbrio natural para as vinhas. Esse procedimento tem inspirado muitas das mais importantes vinícolas de Portugal.

D9lwzdolcakifeyv7lpu
Curador(a)
Manuel Luz
Produtos relacionados