Clos de l'Oratoire Saint-Émilion Grand Cru Classé 2014
Saint-Émilion, França
Clos de l'Oratoire Saint-Émilion Grand Cru Classé 2014
O poderoso de Saint-Émilion.

92

ws

91

rp

93

js

Produto indisponível
Sobre o produto
Teor
alcoólico
13,5%
Descanso
120 min.
Tempo
de barrica
18 meses
Temperatura
15°
Uva/Corte
Cabernet Franc
Cabernet Sauvignon
Merlot

"Clos" significa, literalmente, "cercado, fechado". Pode ser referir, no caso da Borgonha, aos mosteiros dos monges reclusos, por exemplo, Clos de Vougeot, ou, no caso de Saint-Émilion, a "protegido", por ter sido uma cidade fortificada na época das guerras contra os ingleses.

Clos de l'Oratoire é uma mini Borgonha em Bordeaux. "Minuciosos e com atitude religiosa para seus vinhos", declara Michel Bettane, o mais louvado dos degustadores franceses.

O trabalho quase religioso, talvez até sagrado, é feito ao longo das estações para ter entendimento de como será cada safra de Merlot (90%), Cabernet Franc (5%) e Cabernet Sauvignon (5%), parcelas que geralmente compõem o corte. As uvas são fermentadas separadas e ficam em madeiras diferentes, de acordo com suas características.

Nós da Sonoma realmente nos impressionamos com este vinho, sua consistência entre as safras é incrível, e ele sempre mostra muita potência, cor negra, arma de framboesas negras e muito chocolate com pimenta síria. "Lindo agora, mas pode durar ficar na adega por mais 7-10 anos", comenta nosso sommelier principal, Manuel Luz.

O preço da safra anterior deste vinho num grande importador de São Paulo é R$750,00. Não há muitas garrafas disponíveis, então, corra, :).

Para James Suckling, que deu 93 pontos, o vinho é "suculento e cremoso, e os taninos são graciosos: o vinho desliza pelo paladar."

A Wine Spectator deu 92 pontos, e refere-se ao vinho como "poderoso, pleno, densas camadas de frutas negras e flores de bosque."

História

O "Conde" Joseph-Hubert von Neipperg, além do Clos de l'Oratoire, possui o Château Canon La Gaffelière, a mais destacada propriedade de Canon, e La Mondotte, outro destacado como Grand Cru Classé.

Conhecido como "salvador de Saint-Émilion, Stephan von Neipperg, proprietário da vinícola, detém o título honorário de Conde do Sacro Império Romano. O Sacro Império é, na verdade, Saint-Émilion, uma brincadeira feita pela Wine Spectator. Foi este neto de holandeses que modificou a forma de se fazer vinho na região e elevou a denominação aos panteão dos grandes Bordeaux. Minucioso, detalhista, "meio maluco", o Conde foi um dos principais responsáveis pela grande renovação de saint-Émilion há 30 anos, quando só se falava de Médoc.

D9lwzdolcakifeyv7lpu
Curador(a)
Manuel Luz
Produtos relacionados