Carmes de Rieussec 2014 375ml
Sauternes, França
Carmes de Rieussec 2014 375ml
Segundo vinho do Premier Grand Cru Château Rieussec.
Best seller badge

90

rp

91

js

Produto indisponível
Sobre o produto
Teor
alcoólico
14,0%
Descanso
30 min.
Tempo
de barrica
18 meses
Temperatura
Uva/Corte
Sauvignon Blanc
Semillon

A propriedade Rieussec existe há mais de 400 anos, foi importante monastério beneditino na cidadezinha Sauternes, e deste monastério, o Carmes de Langon.

A revolução francesa deu fim ao monastério, mas o vinho continuou sendo produzido, hoje sob o comando da Lafite-Rothschild.

O Château Rieussec é um Grand Cru Classé, um dos raros brancos escolhidos na classificação de Napoleão Terceiro, em 1855. Considerado um dos melhores Sauternes, o Carmes de Rieussec é o segundo vinho do Château.

Feito com Sémillon (90%), Muscadelle (5%) e Sauvignon Blanc (5%), amadurece por 18 meses em barricas de carvalho, um absurdo para um vinho branco, mas não para este Sauternes brilhante e solar.

O vinho é lindo. Na taça reflete a tonalidade de ouro novo, bem polido. O aroma é hipnótico: noz moscada, pimenta branca seca, favas de baunilha, jacinto, gengibre...Depois de uns 10 minutos - na taça de bojo largo - vem mel cítrico, mineralidade, aniz. O sabor é denso, aveludado, com acidez de maçã verde sustentada por uma doçura que não enjoa, hipnotiza.

91 Pontos - James Suckling, que afirma ser o Carmes um "elixir de frutas brancas e mineralidade".

90 Pontos - Robert Parker -"o Carmes de Rieussec 2014 é uma mistura de 92% de Sémillon e 4% de Muscadelle e Sauvignon Blanc. Tem um buquê muito puro e melado que demonstra uma intensidade excelente. O paladar é untuoso na entrada com um toque de gengibre e muita fruta."

História

Os Lafite datam de 1234 com um certo Gombaud de Lafite, abade do mosteiro de Vertheuil ao norte de Pauillac, a menção de Lafite como um feudo medieval data do século XIV. O nome Lafite vem do termo de linguagem Gascon "la hite", que significa colina. Lafite começou a ganhar sua reputação como uma excelente propriedade vinícola na década de 1670. Em 1695, o herdeiro de Jacques Lafite, Alexandre, casou-se com a herdeira de Château Latour, que deu à luz a Nicolas-Alexandre de Ségur-Lafite, dando início a uma sólida tradição de produtores de grandes vinhos.

D9lwzdolcakifeyv7lpu
Curador(a)
Manuel Luz
Produtos relacionados