Bacalhôa Greco di Tufo 2017
Península de Setúbal, Portugal
Bacalhôa Greco di Tufo 2017
Exótica e encantadora, é a única experiência dessa uva em Portugal.
de R$ 220,00
Unidade R$ 199,90 em até 3x sem juros
Shipping Frete
grátis*
Checkout
seguro
Digicert Norton
Sobre o produto
Teor
alcoólico
13,0%
Descanso
30 min.
Temperatura
10°
Uva/Corte
Greco di Tufo

A enóloga Filipa Tomaz da Costa, do grupo Bacalhôa, gosta de provocar. Ela diz que o "melhor vinho italiano é um português". E explica dizendo que se trata do Quinta da Bacalhôa Greco di Tufo.

Sim, essa uva é típica da Campania, no sul da Itália, região de Nápoles, e difícil de produzi-la em outra região. Em Portugal a experiência deu super certo e o vinho resultante é encantador.

O Greco da Bacalhôa é conhecido como Orange Wine, devido a sua coloração alaranjada e por fermentar parcialmente com as cascas.

O vinho é incrível. Duas giradas na taça e libera aromas de toranja, jasmim, laranja kinkan, rosa. O sabor é fresco, preciso, com acidez e corpo, salivante, dura vários segundos no palato.

Pensamos que harmoniza muito bem com comida de inspiração asiática, camarões empanados ou robalo com molho cítrico.

Prêmios: Grandes Escolhas - Os melhores Vinhos de 2017 na Categoria Península de Setúbal e XVIII Concurso de Vinhos da Península de Setúbal – Medalha de Ouro (2018)

História

A Quinta da Bacalhôa é uma antiga propriedade da Casa Real Portuguesa, no mesmo local do famoso palácio que leva o mesmo nome, em posse dos Albuquerques na pequena sub-região de Azeitão.

É nada mais nada menos que uma das vinícolas mais famosas e mais antigas de Portugal. Datada do início do século 16, já pertenceu ao monarca D. João I, ao duque de Viseu e ao rei D. Manuel I.

Este último foi quem batizou a “quinta”. Não se sabe bem o porquê, mas a esposa de Manuel foi apelidada de “bacalhôa” às margens do rio Sado.

D9lwzdolcakifeyv7lpu
Curador(a)
Manuel Luz
Produtos relacionados