Os vinhos da capitaluvas

Lisboa é uma cidade encantadora! É cheia de gente hospitaleira que tem muito orgulho em servir sua culinária e vinhos típicos.

Lisboa é uma cidade encantadora! É linda, cheia de história e cultura, e gente hospitaleira que tem muito orgulho em servir sua culinária e vinhos típicos.

A cidade não é apenas um polo que reúne e oferece os melhores vinhos produzidos em Portugal, mas é vizinha e dá nome a uma das importantes regiões produtoras do país.

A região da Denominação de Origem dos Vinhos de Lisboa, antiga Estremadura, fica ao norte da cidade e se estende ao longo da Costa Atlântica. É marcada pela diversidade e por muita qualidade. As vinhas se distribuem da costa ao interior, gerando vinhos de características diversas e únicas.

As várias "Lisboas"

Aquelas mais próximas a costa sofrem forte influência atlântica, que geram condições climáticas mais amenas, favorecendo o lento amadurecimento das uvas. São vinhos com graduação alcoólica mais baixa e com uma leveza que lembram os vinhos do Minho, produzidos ao norte do país. As vinhas localizadas mais ao interior beneficiam-se de um clima mediterrâneo de transição, com estações bem definidas, que geram vinhos com mais estrutura.

A região é composta por nove denominações de origem, sub-regiões com características geográficas distintas e heterogêneas. Ao sul, mais próximo a Lisboa, estão Bucelas, Colares e Carcavelos, as sub-regiões de maior destaque. No centro estão Alenquer, Arruda, Lourinhã, Óbidos e Torres Vedras. Ao norte está a denominação de Encostas d’Aire.

O valor que vem da terra

Por todo o país há uma grande valorização das variedades autóctones, aquelas originais do lugar, mas que se mesclam a algumas castas internacionais que também se adaptaram bem em Portugal. Arinto, Fernão Pires, Malvasia, Seara-Nova e Vital se destacam entre as brancas, junto com a Chardonnay. Aragonez, Castelão, Tinta Miúda, Touriga Franca, Touriga Nacional e Trincadeira são as estrelas entre as tintas locais, que se combinam com muita harmonia com as francesas Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon e Syrah.

Eu não me canso de repetir que todo apreciador de vinho deve provar de todas as origens para formar um repertório rico de vinhos e ajudar a descobrir aquilo que gosta mais.
Os vinhos da Região de Lisboa não podem faltar nesta lista.

Já provou os vinhos da capital do nosso antigo império? Está esperando o quê!?

Por Sonia Denicol

Harmoniza com esta matéria:

COMPARTILHE


Artigos relacionados

A produção de vinhos em Portugal data de muito tempo, e tem nomes célebres na lista de rótulos. Conheça os produtores mais tops.

DESCUBRA

Portugal é o país da primeira denominação de origem do mundo. Mas suas tradições vinícolas vão além do Douro, Tejo... **`Harmoniza com esta matéria:`**

DESCUBRA

Para os mais racionalistas, será muito difícil compreender a lógica da harmonização por equivalência. **`Harmoniza com esta matéria:`**

DESCUBRA