Os melhores vinhos para casamento

Aperitivos, pratos principais, bebidas... Como conciliar isso tudo?

Quem já acompanhou ou acompanha de perto a organização de um casamento, sabe que não é fácil. Aperitivos, pratos principais, bebidas... Como conciliar isso tudo?

Facilitamos bastante coisa para você e, ao final da matéria, vai perceber que as harmonizações nem são assim, tão difíceis. Então prepare o bloquinho de notas e monte o cardápio, as harmonizações vão começar.

Entradinhas

Como a maioria das entradas levam, basicamente, os mesmos ingredientes, facilita a escolha dos vinhos a serem servidos nessa hora, pois o que harmoniza com canapés, tem grande chance de harmonizar com salgadinhos e também com coquetel de camarão, por exemplo.

Salgadinhos em geral

Entre as entradinhas de casamento, lá estão os tradicionais salgadinhos: risólis, coxinha, quibe, bolinho de queijo... Todos fritos e servidos em pequenas porções, que pedem a leveza e boa acidez de um vinho branco ou dos espumantes e proseccos.

Canapés com queijos e camarões

Os também tradicionais canapés, geralmente vêm acompanhados de queijos, cremes e camarões. Você pode fazer um pouco diferente e acrescentar manteiga de ervas finas ou até mesmo servir canapés doces, como os de damasco com geleia de pimenta ou queijo brie, cuja cremosidade vai muito bem com os toques de baunilha que o carvalho empresta aos vinhos brancos.

Bruschettas

Com tomates (à moda tradicional) ou com frios e folhas, as bruschettas são boas entradas por serem leves, de fácil preparo e se encaixam bem tanto nos casamentos mais simples, de baixo a médio custo, quanto na sofisticação dos casamentos mais elegantes. Tomate pede acidez, e não é isso o que os brancos e espumantes têm de melhor?
Receita: Bruschetta tradicional, por Sergio Arno

Vol au vent (massa folhada em formato de cestinha)

Os franceses vol au vent chegam às mesas com muita delicadeza, esbanjando cremosidade e sabor no recheio, que fazem da entrada um momento gostoso e leve. Podendo variar o recheio (de creme de alho poró a cremes com frango, camarão ou queijos), essas massinhas folhadas são de fácil harmonização e deixam tudo uma graça.
Receita: Vol au vent, por Adipe Neto

Coquetel de camarão

Os charmosos coquetéis de camarão, que podem ser servidos em pequenas porções como entrada, unem a “crocância” dos camarões com a cremosidade do molho e caem super bem com espumantes e proseccos.
Receita: Coquetel de camarões, por Claude Troisgros

Harmonização (geral): Prosecco, espumantes em geral, Sauvignon Blanc

Pratos principais

Canelone, rondelli e outras massas (presunto e queijo ou quatro queijos)

Quantas vezes viu uma massa de molho vermelho em casamentos? Poucas, né?! Geralmente são servidas massas ao molho branco, quatro queijos ou presunto e queijo e agradam bastante! Mas tanta cremosidade assim pede a boa acidez dos vinhos brancos e a leveza (também acompanhada de boa acidez) de alguns tintos para deixar tudo mais equilibrado.
Receita: Ravióli de costela, por Chuck Hughes

Harmonização: Pinot Noir, Gamay, Torrontés de Salta

Risoto simples

É gostoso, agrada a maioria dos convidados e sai do convencional arroz branco. Risotos simples (de parmesão, limão siciliano ou camarão) são bem-vindos no cardápio e pegam carona na harmonização das massas, ficando muito bem acompanhados de vinhos brancos por conta da cremosidade e untuosidade. Mas nada que a maciez de um tinto também não complete o charme do prato.

Harmonização: Sauvignon Blanc, Vinho Verde, Merlot

Filé mignon ao molho madeira

Para quem prefere as carnes, lá está o filé mignon ao molho madeira. Tradicional, saboroso e não requer muito esforço em harmonizações. Tintos terrosos e com moderada acidez (como muitos italianos) são bons acompanhantes.
Receita: Filé Mignon ao Molho Madeira, por Edu Guedes

Harmonização: Cabernet Franc, Sangiovese, Pinot da Borgonha

Peixes

E como não se deliciar nos frutos do mar? Já falamos de camarão como ingrediente nas entradinhas, ele aparece de novo como sugestão de risoto e, agora, podemos citar seus outros companheiros do mar. Salmão e peixes brancos geralmente estão entre as opções do cardápio e, mais uma vez, lá estão os vinhos brancos tendo a sua vez na festa, desta vez, acompanhados dos rosés.
Receita: Linguado à meunière, por Rachel Khoo

Harmonização: Chardonnay, rosés, espumantes brut

Strogonoff de carne

Fácil de agradar e de harmonizar, os strogonoffs fazem boa vista para quem não quer um cardápio tão trabalhado, mas quer estar no meio termo entre o simples e o sofisticado. Cremosos, macios, acrescentados de champignon e, às vezes, batata palha, harmonizam vinhos terrosos, que se encontram nos champignons e com moderada acidez, para equilibrar a cremosidade do molho.
Receita: Strogonoff de carne, por Panelaterapia

Harmonização: Merlot, Zinfandel, Pinot do Chile

Supremo de frango

Carnudo e recheado, o supremo de frango é uma opção saborosa para quem não é muito fã de carnes e peixes. Saindo um pouco das receitas convencionais, mas sem incrementar muito, esse prato vem crocante por fora, macio e recheado por dentro... A pedida exata para um espumante ou brancos de boa acidez.

Harmonizações: Riesling, Chenin Blanc, Alvarinho

Doces e docinhos

Bolo de frutas

Abacaxis, pêssegos, maracujás e, agora com a moda dos “naked cakes”, as frutas estão em alta nos bolos de casamento. Refrescantes, mas sempre acompanhadas de um creme docinho, pedem as borbulhas de um espumante ou a doçura de um vinho de sobremesa.

Harmonização: Prosecco demi-sec, Jerez PX e Sauternes

Bolo de chocolate e brigadeiros

Mais intensos e fortes, de sabor marcante e acentuado, os bolos de chocolate e os brigadeiros pedem um vinho doce tão intenso quanto. Que não perca sua presença diante do chocolate e nem seja ofuscado pela sobremesa. Tanto faz se é um fortificado como os vinhos do Porto, um branco de colheita tardia ou botritizado, como os famosos Sauternes e Tokajis, mas opte pelos mais jovens, sem muita reserva, sem muitos puttonyos.

Harmonização: Porto Ruby ou Tawny, Late Harvests do Novo Mundo, Sauternes

Bem-casado

Com uma camada de açúcar em volta, doce de leite por dentro, como não se render à delícia do bem-casado? Extremamente tradicional nos casamentos, o docinho leva até nome para tal cerimônia. Cremoso como o bolo de frutas, pega carona na harmonização.
Receita: Bem-casado, por Edu Guedes

Harmonização: Prosecco demi-sec, Jerez PX e Sauternes

Brownie com sorvete

Opção saborosa, super agradável e tradicional, muitas mesas de casamento recebem a presença do brownie com sorvete na hora da sobremesa. Chocolate intenso, sorvete cremoso e a junção dos dois pede uma harmonização tão saborosa quanto.
Receita: Brownie de framboesa, por Gustavo Jazra

Harmonização: Porto, Late Harvest tinto, Banyuls

Camafeu

Bonitos, clássicos e gostosos, os camafeus aparecem discretos e elegantes, mas com um sabor docinho quase impossível de comer só um. Também não é difícil harmonizá-lo, ainda mais se for servido junto com bem-casados.

Harmonização: Prosecco demi-sec, Jerez PX e Sauternes

Por Carol Oliveira

Harmoniza com esta matéria:



Best seller badge

Campanha Gaúcha , Brasil

Campos de Cima Tannat Licoroso

Até 50% OFF

Bairrada, Portugal

Marquês de Marialva Baga Rosé

Até 20% OFF

Douro, Portugal

Quinta da Romaneira Fine Tawny Port

Até 24% OFF
Organico

Curicó, Chile

Laurent Insolente Viognier Branco 2018 (Orgânico)

Até 17% OFF