Guia Argentina 1: Conheça os vinhos argentinosseja-um-craque

Não há loja de vinhos sem sequer uma prateleira da Argentina. Mas... Você sabe por onde começar? Que tal lendo tudo o que precisa saber sobre os vinhos do país vizinho?

A primeira coisa que você deve saber sobre a Argentina é que a uva não faz parte da flora natural do país, tampouco da América do Sul. Por que ressaltar isso? Pelo simples fato de que seu cultivo se deu tão bem no país, se integrou perfeitamente à natureza, à paisagem e ao estilo de vida dos argentinos, que é quase como se fosse produto natural daquela terra, ou melhor dizendo, daquelas terras. Devemos reconhecer sem rivalidades, é aí que está a riqueza do vinho argentino.

Foi no século 16, exatamente no ano de 1551, que as primeiras mudas de vitisviniferas, as uvas destinadas à produção de vinhos finos, chegaram à Argentina, trazidas pelos colonizadores espanhóis. Na época, as videiras eram cultivadas ao redor dos monastérios pelos próprios sacerdotes, de modo que produzissem o vinho necessário para a santa missa. A atividade foi se consolidando, e o vinho se arraigou na cultura e dia a dia dos argentinos.

No começo, toda a produção era destinado ao consumo interno, um dos maiores do mundo à época, chegando a 90 litros per capta por ano. Foi somente no século 19, com a implantação de novas técnicas e variedades de uvas, que a qualidade do vinho argentino ganhou reconhecimento e começou a cruzar as fronteiras do país.

Para se ter uma ideia, num período de apenas 20 anos, entre 1873 e 1893, a área de videiras multiplicou cinco vezes, passando de dois mil para 10 mil hectares. Mas não parou por aí: em 1990, já eram mais de 210 mil hectares de vinhas.

Como os vinhos argentinos se tornaram importantes no mundo?

Foi no momento em que a qualidade superou a quantidade que os vinhos argentinos aumentaram em importância mundo afora, principalmente no que se refere à Malbec. A uva foi trazida da França pelo engenheiro agrônomo Michel A. Pouget em 1852, e hoje a Argentina é o único país com vinhas originais dessa uva, sem dúvidas o principal país produtor de Malbecs no mundo.

Mesmo sendo de longe a principal uva do país, a ampla diversidade de climas, solos e altitudes garante muitas outras variedades e estilos de vinho. Brancos, tintos, rosés, espumantes e vinhos de sobremesa, todos eles têm seu espaço em terras argentinas.

Argentina, um dos principais produtores de vinho do mundo

Não há como negar. Hoje, a Argentina é, sim, um dos mais importantes produtores do mundo. O país entrou para o ranking dos 10 grandes no mundo dos vinhos. Hoje, é o oitavo maior produtor em volume e consumo (só em 2012, foram 11 milhões de hectolitros produzidos e 24,4 litros de consumo per capta). Isso sem falar que é o segundo da América do Sul, perdendo apenas para o Chile.

Qual vinho argentino escolher?

Dissemos que não há loja de vinhos que não tenha sequer uma prateleira da Argentina... Mas como saber qual escolher?

Uma das nossas recomendações são os vinhos da enóloga Susana Balbo. Susana, hoje, é uma importante e reconhecida mulher no mundo dovinho. Quando começou suas atividades, ela conta que a profissão em vinícolas era tipicamente masculina na Argentina e que foi difícil conseguir trabalho. Passados os anos o ramo foi evoluindo, até que Susana abriu sua própria vinícola, a Dominiodel Plata, como realização de um sonho que tem prosperado. Dentre os vinhos da enóloga, está a linha Crios, muito bem colocada no mercado e com variedades muito agradáveis.

Se não sabe por onde começar na hora de escolher um vinho argentino, é só acompanhar este guia para conhecer as características de cada uva, terroir e regiões. Por hoje, nossa indicação são os vinhos de Susana Balbo.

Quer saber mais sobre a Argetina e seus vinhos?

Quais as principais uvas da Argentina? E suas características? Por que se fala tanto em Malbec e principalmente em Mendoza? Existem outras regiões produtoras de vinhos no país? Quais são elas?

Tudo isso e mais um pouco você descobre nas próximas duas partes deste guia (as regiões argentinas e as uvas da Argentina)!

COMPARTILHE


Artigos relacionados

Era uma vez a MalbecCuriosidades

Era uma vez a Malbec... Como ela veio da França? Por que veio à América? Como transformou toda a denominação de Mendoza? Que uvinha guerreira, hein?!

DESCUBRA

MendozaGlossário

Mendoza, província argentina localizada no oeste do país, é um dos principais centros produtores de vinho da América do Sul.

DESCUBRA

O que esperar de um vinho europeu, do Velho Mundo? E de um país jovem da América do Sul? E a exótica Ásia? **`Harmoniza com esta matéria:`**

DESCUBRA