Guia Definitivo de Bordeaux - O Resumão

Regiões, rótulos, dicas de compras, uvas, termos... São tantas coisas que dividimos em quatro partes. Você conseguiu acompanhar?

Não se desespere. Nossa ideia hoje é te ajudar nisso. É por isso que montamos um índice interativo, um “resumão” com todas as perguntas que podem surgir na sua cabeça e suas devidas respostas em cada parte do guia.

E, no final, uma surpresa!

Parte I: Contextualização

O que é e onde fica Bordeaux?

Dordogne, Gironde e Garone? Que rios são esses?

Qual é o significado da palavra Bordeaux?

Quais são as boas características do terroir de Bordeaux?

Por que as águas de Bordeaux são tão importantes?

Por que cada ano em Bordeaux é diferente?

Qual a importância de saber a safra de Bordeaux?

Quais foram as melhores safras de Bordeaux?

Qual a característica que mais diferencia Bordeaux de outros vinhos?

Onde estão os melhores Bordeaux?

Por que a China gosta tanto de Bordeaux?

Existem Bordeaux falsificados?

Quais uvas são cultivadas em Bordeaux?

Parte II: As sub-regiões

Por que existem tantas sub-regiões e por que os rótulos trazem o nome delas em vez de Bordeaux?

Quais são as principais sub-regiões de Bordeaux?

O que é uma appellation d'origine contrôlée (AOC)?

O que elas tem a ver com as comunas francesas?

O que o vinho precisa para levar o nome da sub-região?

Margem direita, margem esquerda, Entre-Deux-Mers... Qual a diferença?

Qual é a sub-região mais famosa?

Por que, mesmo Médoc sendo uma sub-região, tem outras sub-regiões?

Onde estão os vinhos mais rústicos de Bordeaux?

Onde estão as vinícolas mais famosos?

Quais Bordeaux aguentam mais tempo de guarda?

Onde estão os Bordeaux mais caros? E os mais em conta?

Sauternes fica em Bordeaux?

Vinho branco em Bordeaux?! Onde?

Onde se concentra a maioria das vinícolas?

Qual é a menor e a maior denominação?

Parte III: Como ler um rótulo?

Como ler o rótulo de Bordeaux?

Por que o ano de 1885 é tão importante?

O que foi o Julgamento de Paris?

O que é uma classificação de Bordeaux? Quais são elas?

Grand Cru? Premier Grand Cru? Grand Cru Classé? Do que se tratam esses nomes?

Quais são as classificações mais importantes?

Quantos produtores foram classificados?

Onde está a maioria das vinícolas classificadas?

O que é um Bordeaux Superiéur?

O que é um château?

Por que em Bordeau as vinícolas são chamadas de château?

O que significa "Mis en Bouteille au Château"?

Por que o rótulo de um Bordeaux não mostra o nome das uvas?

Parte IV: Como comprar um Bordeaux?

Que regiões fazem vinhos mais encorpados?

Qual é a uva mais encorpada de Bordeaux? E a mais leve?

Quais são os melhores Bordeaux para os dias quentes?

Quais são os Bordeaux mais minerais?

E os melhores brancos?

Vinho de sobremesa em Bordeaux? Onde?

Onde estão os Bordeaux mais complexos?

Quais Bordeaux um iniciante comprar? E um expert?

Quais são os Bordeaux menos conhecidos?

Bordeaux também combina com churrasco?

Que Bordeaux levar para um janta romântico?

Que Bordeaux deixar na adega por décadas? Quantos eles custam?

Como descobrir quais são os seus Bordeaux favoritos?

Ah, e te prometemos uma surpresa... Lembra?

Confira a nossa entrevista exclusiva com Homero Sodré, embaixador de Bordeaux no Brasil. Quer uma maneira melhor do que essa para se tornar um verdadeiro craque em Bordeaux? Claro que não!

Sonoma: Concorda que Bordeaux seja a maior e mais prestigiada região vitivinícola do mundo?

Homero: Sim, Bordeaux é a mais prestigiada região produtora de vinhos do mundo. O prestigio de Bordeaux vem desde o século XIII, época de ouro do Claret, o grande vinho de Bordeaux preferido pelos reis e nobres da ocasião. Com certeza, isso se deve ao à diversidade e qualidade dos vinhos bordaleses, consagrados e reconhecidos ao longo de vários séculos.

S: A que se deve o nome que Bordeaux tem hoje e em que momento ganhou tal prestígio?

H: Não há dúvidas de que os vinhos de Bordeaux são prestigiados e apreciados há muito tempo. Como se sabe, os greco-romanos iniciaram a plantação de vinhedos na França, iniciando por Massilia (hoje Marselha), por volta do ano 400 DC. A interiorização das vinhas, nas décadas seguintes, levou-os a Burdigala (hoje Bordeaux), onde encontraram o espetacular terroir de Graves (na sub-região do mesmo nome, ao sul da cidade, irrigado pelo rio Garonne e sub-clima regulado pelos ventos atlânticos. Na minha opinião, o grande lance de Bordeaux, que garantiu definitivamente o lugar de honra no topo da pirâmide, foi a espetacular idéia de Napoleão III, o primeiro marqueteiro do vinho, ao determinar a Classificação de 1855, com a criação dos Crus Classés.

S: Qual a relação dos chineses com os vinhos de Bordeaux e como ela interfere na qualidade dos vinhos?

H: Com os Crus Classés, o vinho se tornou um grande negócio, negociado em Bolsas, como ações de empresas. O povo de Bordeaux tem a expertise deste negócio, pois 70% dos vinhos de Bordeaux são vendidos por negociantes especializados e não diretamente pelos produtores. Modernamente, isto chamou a atenção de investidores estrangeiros, inicialmente os japoneses, que dominaram a compra de vinhos nos leilões das grandes marcas e, mais recentemente os russos e os chineses. Realmente os chineses foram um pouco além, chegando a comprar alguns Chateaux. Não é nada que abale ou ameace o domínio dos bordaleses, mesmo porque, os especialistas e consultores chineses têm alertado bastante a seus conterrâneos investidores sobre o risco de dirigir um negócio milenar e sensível, para o qual, via de regra, não têm a capacitação necessária.

S: Como identificar o potencial de guarda de um Bordeaux?

H:Na enologia moderna, codificada por Louis Pasteur no séc. XIX, o vinho é um projeto do enólogo. Elaborar um vinho que dure décadas e melhore sua qualidade ao longo da vida, é uma arte. É lógico que a matéria-prima e o terroir são fatores fundamentais para o sucesso de um Grand Cru. Entretanto, a sensibilidade, o savoir-faire e a criatividade do enólogo são elementos decisivos para o nascimento de um grande vinho. O Cru Classé é um vinhedo com histórico notável ao longo dos anos, produzindo sempre vinhos impecáveis. A Appellation (denominação) reflete a tipicidade do vinho e, em Bordeaux, nos remete ao passado glorioso de comunas produtoras, às vezes singelas e minúsculas. O comportamento do microclima de uma AOC durante o ciclo produtivo anual é, atualmente, o fator crucial de determinação da qualidade e longevidade do Cru; isto se resume em uma palavra: safra. As modernas ferramentas de medição e análise do comportamento do terroir ao longo de cada ano, permitem que, em antecedência à colheita, se possa prever a qualidade do resultado e identificar a qualidade e longevidade do vinho daquela safra.



94

we

92

ag

Bordeaux, França

Château Berliquet Saint-Émilion Grand Cru Classé 2013

Até 31% OFF