Como receber e ser recebido?seja-um-craque

Receber parentes e amigos em casa parece algo tão simples e natural que até nem exige esforço... E realmente é! Mas tomar certas atitudes e fazer alguns preparativos pode tornar tudo ainda melhor. Confira algumas dicas infalíveis!

Final de ano se aproximando, recesso, férias, verão, festas... Tudo isso tem muita cara de praia, não tem?! Ou, mesmo se não for na praia, é comum a época reunir familiares e amigos, até mesmo aqueles que moram mais longe.

Se você tem uma casa de veraneio, grandes são as chances de receber algum hóspede ou, se não tem, que seja convidado por alguém. Que tal algumas dicas para deixar os seus convidados mais à vontade na sua casa e, no caso de ser o hóspede, que receba convites em outras ocasiões também?

Bom, mas de guias e manuais a internet já está cheia, né? Aqui não estamos falando de etiquetas ou regras - longe disso -, esqueça-as! Verá algumas boas sugestões para passar dias ainda mais ensolarados neste verão que está por vir por quem está mais do que acostumado a receber e também a ser recebido!

Aproveite as dicas e desfrute essa época do ano da melhor maneira possível!

Cama, mesa, banho... Precisa de mais?

É fato que os princípios do bom hospedar devem passar pela cama, mesa e banho, mas há muito mais que se possa fazer! Não seria excelente se a estadia dos seus convidados na sua casa fosse simplesmente memorável?

E isso nem é tão difícil quanto parece! Reunir pessoas que tenham certa afinidade (ou propensão a) já fará da estadia extremamente agradável - ao menos bom papo não vai faltar. Próximo passo? Planejar todos os acontecimentos como verdadeiras experiências.

Uma refeição, por exemplo, não precisa ser gourmet para ser inesquecível. Seus amigos estarão lá para ver você e passar um tempo ao seu lado, e não para julgar a comida que vai preparar!

Fazer um prato que seja especial para você ou que goste muito já será o bastante! Se souber de alguma preferência do convidado, por que não agradá-lo? Pode ser uma boa também! Pense em pratos descontraídos, que darão boas conversas durante a apreciação e, depois, boas histórias para se contar!

Se tudo isso for acompanhado de uma boa harmonização, não precisarão mais de nada, garanto!

Como posso ajudar?

É normal para um convidado, às vezes, não saber como pode ajudar, e nada mais comum do que perguntar como fazê-lo. Em vez de apenas se demonstrar disposto a ajudar, por que não se oferece para fazer algo específico? Faça o teste e veja como surpreenderá os seus anfitriões!

E nem precisa ter dotes culinários para isso, não... Colocar ou tirar a mesa, lavar a louça, ajudar na limpeza da casa, levar as cadeiras até a praia, montar o guarda-sol... São tantas as opções que fica até difícil listar todas!

Agora, se tiver intimidade com as panelas, pode até preparar uma refeição por sua conta!

O que devo levar?

Ah, a pergunta mais clássica (e que todo convidado provavelmente fará!)... Sempre haverá algo que se possa levar, porém nem todo anfitrião se sentirá à vontade para dizer exatamente o quê. Se antecipar pode ser uma boa solução!

E tem como levar algo melhor que vinho? É certo que irá agradar a todos! Justamente por isso, na hora de escolher o rótulo, é imprescindível pensar num vinho, digamos, mais fácil. A considerar pela época do ano, os mais leves também saem em vantagem. Brancos, rosés e espumantes são a pedida da vez!

Um Chardonnay não muito encorpado ou que não tenha passado por barrica; um Pinot Grigio, o vinho que está na moda na Europa e Estados Unidos; um tradicional Sauvignon Blanc ou um (nem tão tradicional) Riesling, são opções excelentes para se levar num baldinho de gelo para piscina ou até mesmo para a praia! Um rosé ou espumante, então... Nem se fala! É quase como se tivessem sido feitos para isso!

Além de super agradáveis, são refrescantes e leves! Caso o escolhido tenha boa acidez, vai harmonizar muito bem com petiscos de praia: iscas de peixe, frutos do mar ou até mesmo com o pastel da barraquinha. Melhor impossível!

Só mais um detalhe: não se esqueça da segunda garrafa! A primeira, para ser aberta e muito bem aproveitada durante a estadia, e a outra para presentear o anfitrião e agradecer pelo convite.

Quem sabe não a desarrolhem da próxima vez que for convidado?

COMPARTILHE


Artigos relacionados

Vinho branco na Borgonha? Como a Revolução Francesa mudou a maneira de se fazer vinhos por lá? Tintos mais frescos do mundo? Descubra aqui!

DESCUBRA

Viagem para Disney, Paris e Champagne de uma só vez? O Sonoma te guia! **`Harmoniza com esta matéria:`**

DESCUBRA

Às vezes, temos certa dificuldade em escolher um vinho, seja para harmonizar com um delicioso prato, seja para compor um momento com a família ou amigos.

DESCUBRA