Franciacorta, orgulho dos italianos

A região é o orgulho dos italianos por produzir espumantes de muita qualidade, reconhecidos no cenário internacional.

A Franciacorta, na Itália, é uma das regiões mais cobiçadas na produção de espumantes europeus. Para muitos, é a “pequena França dos italianos”, os quais se orgulham por produzir um espumante de extrema qualidade sem deixar nada a desejar aos Champagnes franceses. Isso até já foi motivo de disputa entre italianos e franceses - "qual é de melhor qualidade?". Contudo, ao longo dos anos, cada espumante ocupou seu espaço com suas qualidades singulares.

A região, que se tornou famosa na produção de grandes espumantes italianos, fica na Lombardia, ao norte da Itália, perto dos Alpes. O local é privilegiado por estar localizado no mais alto pico italiano.

Sua história de sucesso ainda é recente. De acordo com registros, foi em meados dos anos 1960 que tudo começou. Na época, a Vinícola Berlucchi começou a elaborar um vinho efervescente a partir da uva Pinot Noir, que alcançou enorme sucesso. Com isso, outras vinícolas se instalaram por lá, e o setor passou a ganhar peso na região que, até então, era dominada pela indústria têxtil. Mais tarde, seus espumantes ganharam o registro da denominação de origem.

Atualmente, estima-se a produção de cerca de 8,4 milhões de garrafas por ano, 80 produtores e 90 caves. São vinhos produzidos com as variedades Pinot Blanc, Pinot Noir e Chardonnay, considerados os melhores espumantes da Itália - apresentam elegância, perfumes delicados e muito frescor.

A diferença com os outros espumantes

Tal como o Champagne, o Franciacorta é o único vinho italiano que não tem a obrigação de estampar sua denominação DOCG no rótulo e também é o único espumante italiano feito pelo método tradicional (champenoise), com a segunda fermentação em garrafa.

Outros espumantes muito conhecidos no país são o famoso Moscato D`Asti, com a doçura da uva Moscatel, e o Prosecco que, aliás, ganhou tanta popularidade que é difícil não ser lembrado em qualquer lugar do mundo. Ambos são produzidos pelo método charmat, o qual passa por duas vinificações e recebe a adição de açúcares e leveduras.

Assim, a Itália se classifica como um dos mais bem sucedidos produtores de espumantes no mundo, reunindo qualidade, potencial e grande visibilidade internacional com seus elegantes e insubstituíveis espumantes.

Ah, sem esquecer o nosso popular frisante “Lambrusco”.



Salento, Itália

Al Bano Salice Salentino 2016

Até 24% OFF
Best seller badge

Salento, Itália

Al Bano Primitivo Salento 2017

Até 24% OFF

93

ds

Eden, Uruguai

Vinã Eden Champenoise Brut

Até 18% OFF