Chile: a magia das uvas tintas e da Cordilheira

Clima, beleza, turismo e bom vinho! Você sabe por que os vinhos chilenos são tão apreciados?

Clima, beleza, turismo e bom vinho! Você sabe por que os vinhos chilenos são tão apreciados?

O Chile é uma coleção de cartões postais: no norte, o Deserto do Atacama é considerado o mais árido do mundo, mas também tem belas paisagens, como vulcões, uma planície de sal e antigas cidades do império Inca. No sul do país, a mistura da Cordilheira dos Andes e do clima frio apresenta fiordes, lagos e geleiras, que ficam lotadas de turistas e chilenos aproveitando para esquiar e apreciar a neve. Outra paisagem digna de menção é a Ilha de Páscoa, a quase 4 mil quilômetros da costa chilena, no Oceano Pacífico, e seus misteriosos moais, esculturas de pedra vulcânica de feições humanas – o maior moai da ilha tem 23 metros de altura.

Os vinhos chilenos, muito conhecidos em todo o mundo, são uma atração nacional à parte: por seu clima diversificado ao longo de toda a extensão, o Chile é privilegiado para a produção de vinhos. Os verões quentes e as poucas chuvas ao longo do ano, e por isso oferece condições excepcionais ao crescimento das uvas, sem quantidades excessivas de água nas vinhas. O destaque é para os vinhos cabernet sauvignon e merlot, além da carmenère, uva emblemática do país. Os tintos estão entre os melhores do mundo e totalizam 60% da produção nacional. Os brancos de qualidade são oriundos das uvas chardonnay e sauvignon blanc, mas produtos de riesling e viognier também têm chamado a atenção de críticos e especialistas.

As principais áreas produtoras de vinho também se distribuem por todo território chileno: na região de Aconcágua, no norte do país produzem-se bons vinhos brancos, principalmente de chardonnay – no Valle de Casablanca –, além de tintos com pinot noir e sauvignon blanc – cultivadas na Denominação de Origem de Valle de San Antonio – e do corte de cabernet sauvignon, merlot e Shiraz do Valle de Aconcágua.

O cultivo de uvas e a produção de vinho no Chile tiveram início na época da colonização espanhola, e já em 1594 o país produzia 1,6 bilhão de litros de vinho anualmente, a ponto de a Espanha proibir a exportação dos vinhos chilenos outras colônias. Atualmente, a maior parte da produção nacional é destinada à exportação, dado que coloca o país na quinta colocação entre os exportadores mundiais.

E aí, já garantiu sua passagem para Santiago?

Por Sonoma Brasil



Best seller badge Organico Natural

90

gd

Vale do Bío-Bío, Chile

Cacique Maravilla Côt/Pais/Cabernet Blend 2015 (Biodinâmico/ Natural)

Até 33% OFF
Best seller badge

90

js

Vale de Curicó, Chile

Aresti Bela Vista Reserva Cabernet Sauvignon 2017

Até 61% OFF

Cachapoal, Chile

Punti Ferrer Pinot Grigio Reserva 2018

Até 24% OFF

Valle Central, Chile

Viña de Aguirre “Promesa” Syrah 2018

Até 20% OFF