Spumante Anselmi Giuseppe & Luigi
Vêneto, Itália
Spumante Anselmi Giuseppe & Luigi
Este espumante italiano feito da mesma uva e método do renomado "Prosecco", chega com suas borbulhas convidando para uma festa prazerosa, de gente alegre, bonita, divertida. É delicioso. Não dá vontade de parar.
Produto indisponível
Sobre o produto
Teor
alcoólico
11,0%
Descanso
0 min.
Temperatura
10°

No primeiro semestre do ano, lançamos no Sonoma um dos Proseccos que mais fizeram sucesso em toda a nossa história, um belo exemplar dos irmãos Giuseppe e Luigi Anselmi. Uma nova safra surgiu e, com ela, o Prosecco voltou!

Mas, desta vez, os produtores optaram por não colocar a DOC Prosecco no rótulo e, por isso, é considerado um “spumante” (é que, acredite, com isso, os custos ficam 40% maiores, o que não seria muito bom nesta época de dólar alto, não é mesmo?).

É feito 100% com a uva Glera, a tradicional que às vezes até leva o nome de Prosecco. Seu destaque nesta garrafa? Muitos aromas de maçã! Daquelas maduras, bem amarelinhas ou até caramelizadas...

À boca, suas borbulhas chegam finas e delicadas em forma de pera madernassa e, claro, a maçã de novo. Foi lá no terroir do Vêneto que este vinho ganhou esses sabores, região de clima frio, cercada por alpes que impedem a intervenção do Mediterrâneo.

Uma finalização salina chega a lembrar pistache – se despede em festa! Corpo médio, acidez não muito alta, ideal para recepções, casamentos, vernissages, frituras e aperitivos. Que tal um camarão no sal grosso? Como dissemos, estoure a rolha e deixe a festa começar.

História

Os irmãos Giuseppe e Luigi, hoje no comando da Anselmi Giuseppe & Luigi, são famosos por plantarem cepas que poucos italianos usam (as internacionalíssimas Cabernet e Merlot, por exemplo). Eles cultivam suas uvas pertinho de uma antiga cidade romana chamada Aquileia e o famoso forte de Palmanova, construído no século 16 e conhecido por ser um dos melhores exemplos da Renascença. A própria vinícola já tem anos de estrada, foi fundada em 1928! Suas primeiras vinhas foram plantadas em 1928, ali mesmo, no Friuli, nordeste da Itália. Como os próprios produtores dizem, não herdaram as terras, mas a maneira de cultivá-la com senso de pertencimento e respeito à natureza.

V4xqjoiinky0mlxf7k6d
Curador(a)
Andrea Godoy
Produtos relacionados