Jansz Brut Premium Cuveé
Tasmânia, Austrália
Jansz Brut Premium Cuveé
“Não é fácil conseguir juntar o frescor das frutas à robustez da segunda fermentação em garrafa. Para isso, este aposta no estilo cuveé, com apenas a primeira prensagem das uvas.”    Edson Barbosa corre maratonas e é cozinheiro de mão cheia. Sommelier há cinco anos, amante de vinhos há muito mais, é o Diretor de Produtos do Sonoma.
Produto indisponível
Sobre o produto
Descanso
0 min.
Temperatura
10°

Um espumante de uma exótica região que o mundo ainda não conhece.

Ao abrir sua rolha e fechar os olhos involuntariamente com tão perfumado aroma, é possível esquecer-se por alguns segundos de que se trata de um vinho, e não de um frasco de perfume.

Um forte cheiro de damasco em berço floral vai lembrando toques de amêndoas, nozes, pistaches e outras frutas secas com quem tem tanta afinidade.

Quando a taça chegar logo à boca, da para sentir frutas amarelas rodeadas pelas típicas notas tostadas do champenoise, que lembram um pão fofinho saindo do forno.

Do mesmo método do Champagne, este espumante carrega bem a alcunha da melhor região para espumantes da Austrália.

Graduação alcoólica: 13%

História

Este espumante vem de um lugar remoto, ainda muito pouco conhecido no mundo dos vinhos: a Tasmânia, lar dos melhores espumantes da Austrália.

O terroir, aqui, é o mais importante. O solo rico em basalto vermelho parece até uma manta cobrindo os vinhedos que seguem a margem do rio Bass Strait, aquele que separa a ilha da Tasmânia do resto do país.

A junção dessas terras, que proporcionam um amadurecimento mais vagaroso, ao clima fresco e gelado responde pela acidez que faz tão especiais os espumantes da região. A Jansz, por falar nisso, é a única que detém as técnicas do método tradicional na Tasmânia, a qual já ganhou o apelido de “tasmanoise”.

Qsno7h70wnqtwxvbgtu1
Curador(a)
Alykhan Karim
Produtos relacionados